3ª ZE desenvolve projeto de inclusão sociopolítica dos indígenas em Alto Alegre

3ª ZE desenvolve projeto de inclusão sociopolítica dos indígenas em Alto Alegre

TRE-RR - 3ª ZE Inclusão sociopolítica

Com o objetivo de promover a educação política dos povos indígenas, a inclusão e o acesso aos serviços eleitorais, os servidores da 3ª Zona Eleitoral (ZE) do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), localizada no município de Alto Alegre, realizaram nos dias 13, 14 e 15 de abril o projeto “Inclusão Sociopolítica dos Povos Indígenas”.

De acordo com o chefe de cartório da 3ª ZE, Sílvio Fernando de Carvalho Brasil, durante três dias, foram desenvolvidas diversas ações nas comunidades indígenas Sucuba, Raimundão, Barata, Pium e Boqueirão, incluindo palestras e uma mesa redonda para esclarecimentos de dúvidas, contando sempre com a presença de líderes indígenas.

“Este projeto da 3ª ZE/RR, além de fomentar a representatividade, levar informações, orientações in loco, também mostra a preocupação da Justiça Eleitoral em garantir plena segurança ao eleitor indígena no momento do voto. Importante destacar que não fazemos distinções entre os indígenas, pra nós eles têm o mesmo peso, o mesmo valor que o eleitor branco. O nosso objetivo é atender a todos, com a mesma atenção e excelência nos serviços prestados”, disse Brasil.

O chefe de cartório da 3ª ZE comentou ainda que esforços têm sido feitos para que índios de diversas comunidades, inclusive em locais longínquos, possam exercer o direito de escolher seus representantes por meio do voto. “A cada eleição, técnicos da Justiça Eleitoral enfrentam horas de viagem para levar às aldeias, por terra ou por meio fluvial, toda a estrutura necessária para que esses cidadãos consigam votar, são oito seções somente nesta zona”, salientou.

 

Estatística

Em 2016, foram 1.715 candidatos que se autodeclararam indígenas. A maior parte dos pedidos de registro deu-se no Norte do país – com 648 índios –, seguido pelo Nordeste (411), Centro-Oeste (284), Sudeste (208) e Sul do país, com 114 registros de candidatura. Do total de candidatos, apenas 173 índios foram eleitos.

“O número é pequeno quando comparado à população total no Brasil: cerca de 800 mil índios. Por isso a importância de ações que visem a participação dos indígenas no processo eleitoral” disse Brasil, ao lembrar que os temas das palestras proferidas foram “A importância da participação do povo indígena no processo eleitoral” e “Legislação eleitoral – direitos e deveres”.

Últimas notícias postadas

Recentes