Tânia Vasconcelos se despede da Justiça Eleitoral

Tânia Vasconcelos se despede da Justiça Eleitoral

TRE-RR - Despedida Tânia Vasconcelos

Após dois anos à frente da Justiça Eleitoral roraimense, a desembargadora Tânia Vasconcelos passou o bastão hoje para o seu sucessor, desembargador Jefferson Fernandes. Uma das prioridades de sua gestão foi a conclusão da biometria eleitoral no Estado, efetivada em dezembro de 2017 e a condução das eleições gerais de 2018.

Em seu discurso de despedida, a desembargadora fez um breve relato sobre as ações de sua gestão.   “O Tribunal atua em duas grandes frentes. Na primeira está a preparação e a realização do pleito, com a considerável logística envolvida, e houve completa correspondência entre o que foi planejado e o que foi executado.  A segunda frente consiste na prestação jurisdicional, desde o registro de candidatura até a prestação de contas, e aqui o destaque a ser feito é para os Juízes deste Tribunal. Foi gratificante ouvir dos Magistrados, ao final dos votos proferidos, o anúncio de que se tratava do último processo da eleição a ser julgado e que, portanto, a jurisdição havia sido exaurida (...)”.

No aspecto estrutural, a desembargadora destacou a reforma do prédio do Tribunal, a aquisição de 230 computadores para substituir os já obsoletos anteriores, para atender à demanda de todos os servidores da Secretaria e das Zonas Eleitorais, além da estruturação de um laboratório de informática com 30 equipamentos, que garantirá que a atividade tenha curso normal nos próximos anos, tendo em vista que agora os processos, tanto jurisdicionais quanto a administrativos, são eletrônicos.

Tânia Vasconcelos destacou ainda a substituição de todas as estações de trabalho e a aquisição de poltronas e outros itens de ergonomia que tornaram mais cômodo e saudável o ambiente de trabalho para todos os servidores da Justiça Eleitoral de Roraima. Outra importante medida estrutural foi a instalação de grupos geradores em todas as Zonas Eleitorais para assegurar a continuidade do atendimento eleitoral mesmo diante da inconstância no fornecimento de energia. Ainda nos Cartórios, foi possível realizar algumas melhorias na estrutura física, e principalmente equacionar o severo problema de comunicação, com a disponibilização de links de alta velocidade.

“Meu indisfarçável contentamento resulta de que todas essas realizações aconteceram em ambiente de severa restrição orçamentária, obstáculo superado com empenho em reduzir despesas e otimizar recursos.  Além da convivência com pessoas, do que não esquecerei, fica a saudade dessa casa, porque agora ela é muito mais alegre e acolhedora”, concluiu a desembargadora.

Últimas notícias postadas

Recentes