Metade do Pleno do TRE-RR é composto por mulheres

Uma preocupação constante da instituição é construir uma sociedade mais igualitária

TRE-RR - Pleno metade mulheres

Assegurar a igualdade de gênero com a maior participação das mulheres nos órgãos colegiados das cortes de Justiça é um objetivo a ser buscado pela gestão dos tribunais, com a edição de medidas concretas. Trata-se de uma ação exigida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que serve de requisito para o Prêmio CNJ de Qualidade, ano 2019.

Seguindo a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário, a 48.ª sessão ordinária desta segunda-feira, 1º de julho, foi histórica, pois metade do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) foi composto por mulheres.

A sessão, presidida pelo desembargador Jefferson Fernandes da Silva, contou com a participação dos seguintes membros: desembargadora Elaine Bianchi (substituindo o vice-presidente/corregedor, desembargador Leonardo Cupello), juízes Francisco Guimarães, Alexandre Magno, Luzia Mendonça e Graciete Sotto Mayor.

O presidente do TRE-RR elogiou a composição e ressaltou a importância da participação feminina na Corte da Justiça Eleitoral roraimense. “Estou muito feliz por esse dia histórico. Uma preocupação constante da instituição é construir, por meio de atos, uma sociedade mais igualitária. Além de cumprirmos uma das metas estabelecidas pelo CNJ, o Tribunal fica mais belo”, destacou Fernandes, ao lembrar que a Resolução n.º 255/2018 instituiu a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário.

Últimas notícias postadas

Recentes